5 coisas que você deve saber antes de fazer um clareamento dental

Fazer ou não fazer clareamento dental – essa é a questão. Atualmente existem muitas maneiras de tornar seus dentes mais brancos, desde tratamentos profissionais no dentista até as populares receitas caseiras. Mas será que todos esses procedimentos são seguros e eficazes? Aqui ficam cinco coisas a considerar antes de fazer clareamento dental.

 

5 coisas que você deve saber antes de fazer um clareamento dental

1. Podem ocorrer efeitos secundários

Um efeito colateral comum do clareamento dos dentes é a sensibilidade nas 24 horas após o procedimento. Tomar um analgésico a cada seis a oito horas pode ajudar se você não conseguir suportar essa sensação. As pastas de dente clareadoras também podem causar sensibilidade, ser abrasivas sobre os dentes e causar recessão gengival.

Outro efeito colateral comum do clareamento dental é a irritação dos tecidos moles. Isso geralmente acontece quando a solução de branqueamento entra em contato com a gengiva.

2. O clareamento dental não dura para sempre

Clareamento dental é um processo de longo prazo, não um procedimento único. Em outras palavras, não se surpreenda se você precisar de tratamentos subsequentes para obter a brancura desejada. Além disso, geralmente os resultados do clareamento duram somente um a três anos. A boa notícia: tratamentos de acompanhamento geralmente custam menos e não são tão demorados.

Tenha em mente que você ainda vai precisar de manter uma boa higiene oral, se quiser que os resultados durem mais tempo. Fumar ou beber vinho (sobretudo vinho tinto) faz com que os resultados do clareamento desapareçam rapidamente.

Nas primeiras 48 horas após o tratamento clareador, você deve evitar alimentos escuros que mancham os dentes tais como café, refrigerante ou vinho tinto. Além disso, não se esqueça de escovar os dentes duas vezes por dia para manter a brancura.

conselhos sobre clareamento dental

3. Clareamento dental não é para toda a gente

Certos grupos de pessoas devem evitar completamente fazer clareamento dental. As mulheres grávidas e lactantes não devem ser submetidas ao procedimento por causa dos produtos químicos utilizados. Pessoas alérgicas ao peróxido e/ou pessoas com dentes e gengivas sensíveis por norma não devem realizar este tipo de procedimentos. O clareamento pode não resultar em dentes com cáries, dentes com raízes expostas ou esmalte desgastado, e tais dentes podem tornar-se mais sensíveis após o procedimento. O mesmo vale para os dentes com enchimentos, coroas e outras restaurações.

4. Os resultados dependem da aparência inicial dos dentes

Algumas pessoas pensam que o clareamento apaga todos os danos que elas provocaram em seus dentes durante as suas vidas. Mas o oposto é verdadeiro – quanto melhor você tiver cuidado de seus dentes, melhores serão os resultados. Se você foi no dentista regularmente, escova e usa fio dental regularmente, e evitou danos e descoloração, mais brancos os seus dentes irão ficar após o clareamento.

5. Clarear em excesso é uma coisa má

Assim como algumas celebridades abusam das cirurgias plásticas, outras abusam dos clareamentos dentais. Os dentes podem parecer claros e brilhantes, mas repetir o procedimento muitas vezes pode danificar permanentemente os dentes. Clarear em excesso enfraquece o esmalte dos dentes e pode produzir uma aparência translúcida ou descoloração que não pode mais ser tratada.

Para receber GRATUITAMENTE o Ebook “Alimentos que Ajudam a Clarear os Dentes” insira o seu Nome e Email abaixo e clique no botão “Quero Receber”:

Author: Carlos Pereira

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *